Categoria / Category Cicloturimo

Carnaval 2018: bike e remo

Depois de ter curtido alguns dias de pré-carnaval em Salvador – Palhaços no Rio Vermelho, De Hoje a 8 com os amigos do Canoa Bahia e Gravata Doida no Santo Antônio – resolvemos fugir da cidade na sexta e voltar na terça. Lugar escolhido: Imbassaí. É perto, não teria muito trânsito e é um escape para a natureza. Alugamos um chalé longe do centrinho da praia e com uma piscina linda rodeada de verde e pássaros.

O primeiro dia foi relax, só lendo na praia. Eu, terminei de ler “Cem Dias Entre Ceu e Mar” de Amyr Klink e Marcelo, leu “Os Robôs Vão Roubar Seu Trabalho, Mas Tudo Bem” de Federico Pistono. Já no segundo dia resolvemos mexer o corpo e pedalamos até a Praia do Forte pelo asfalto. Acordamos tarde, portanto, saímos no pior horário, 10.3oh da manhã. Foram 29km ida e volta. A estrada estava muito movimentada, carros dos dois lados sem parar um minuto. Um alívio chegar na Praia do Forte, tomar um segundo café da manhã e voltar...

Leia Mais... / Read More...

Cicloturismo: Itaparica – Salinas da Margarida

  • 1º dia: Bom Despacho – Salinas da Margarida 61 km
  • 2º dia: Salinas da Margarida – Barra do Paraguaçu 36.58 km gpx

Cicloturismo: Itaparica – Salinas da Margarida – Barra do Paraguaçu from Karla Brunet on Vimeo.

Como eu gostei muito da experiência da viagem de Mangue Seco – Praia do Forte organizada por Lúcia Saraiva dos Amigos de Bike , resolvi encarar mais uma cicloviagem com eles, desta vez Itaparica e Salinas da Margarida. Acordamos muito cedo para encontrar no ferry para Itaparica às 6h. Chegamos em Bom Despacho e fizermos a pausa para um café da manhã com direito a suco de laranja e misto quente e encaramos a estrada.

Fomos pelo acostamento da estrada BA01, achei tranquilo, confortável para pedalar. Agora, quando tinha alguma subidinha, eu ficava pra trás. Todos me passavam e seguiam lá na frente. Lúcia escalou um senhor do grupo para me acompanhar, não me deixar sozinha para trás...

Leia Mais... / Read More...

Cicloturismo: Mangue Seco – Praia do Forte

  • 1º dia: Mangue Seco – Sítio do Conde 52.51 km
  • 2º dia: Sítio do Conde – Baixio 32.69 km
  • 3º dia: Baixio – Porto de Sauipe 40.93 km
  • 4º dia: Porto de Sauipe – Praia do Forte 25.18 km
    Download aqui os gpx da viagem

Cicloturismo: Mangue Seco – Praia do Forte from Karla Brunet on Vimeo.

Eu já tinha visto fotos desta pedalada organizada por Lucia Saraiva dos Amigos de Bike e fiquei bem interessada. Este ano, por sorte, consegui ir. Adorei a ideia de que seriam 4 dias de pedal pela areia, na maré baixa. Me lembrou minha adolescência quando eu ia com minha “Brisa” de Capão da Canoa até Capão Novo, sozinha pela praia (uns 25/30km ao todo). Meu namorado me encontrava lá para um lanche e eu voltava pela estrada.

Nesta edição de 2016, éramos um grupo pequeno de 4 ciclistas (Lucia, Dora, Paulo e eu), mais Zena que foi nosso carro de apoio e fotógrafo oficial. O pedal foi lindo, quilômetros e quilômetros só de areia e mar...

Leia Mais... / Read More...

Cicloturismo: Uithoorn – Amsterdã

Trajeto do 6º dia: Total do dia: 32.48 km – (gpx)
Hospedagem: hotel perto do aeroporto

  • Era nosso último dia de viagem de bike – bom, último dia de meu pai, eu teria ainda muitos dias de pedalada pela Holanda e Alemanha até chegar em Estrasburgo (Strasbourg), na França – e estávamos bem perto do aeroporto de Amsterdã.
  • O caminho foi tranqüilo. Era domingo de manhã e não tinha muito ciclista indo pro trabalho ou escola. Passamos mais por ciclistas treinando, com bicicletas de corrida.
  • Paramos no hotel do aeroporto para deixar as bolsas, fazer o check-in e partimos para o centro da cidade. Lá, devolvemos a bike alugada de meu pai e deixamos a minha num estacionamento público. Deu uma dorzinha na barriga deixar ela ali sozinha na multidão de bicicletas por uma semana.
  • Nossa viagem de bike terminou bem, não tivemos acidentes, nem as bicicletas estragaram, nenhum pneu furou, tudo transcorreu super bem. Alívio.

aspas_abrem

Do hote...

Leia Mais... / Read More...

Cicloturismo: Gouda – Uithoorn

Trajeto do 5º dia:  Gouda – Total do dia: 46.04 km – (gpx)
Hospedagem: hotel na beira do ZIjdelmeer

  • Tivemos boa parte do percurso de campo, paramos para comer castanhas e tomar água num parque.
  • Desta vez fiz xixi na estrada mesmo, como não parava de vir gente, fiz um v com as bikes e pedi pro meu pai fechar o triângulo.
  • Nos perdemos um pouco pois mudaram o número 90 das rotas… dava bem pra ver que colaram um número em cima. Seguimos e estava errado. Como desconfiei do erro, chequei no GPS e pudemos voltar ao caminho certo sem maiores voltas.
  • Depois disso, parte do percurso foi na beira do rio Kromme Mijdrecht e rio Amstel. Lindo e tranqüilo. Já não havia tanta gente na ciclovia como nos dias anteriores.
  • A chegada foi super relaxante, o hotel era na orla do lago Zijdelmeer. Lindo final de tarde.

aspas_abrem

No dia seguinte, estávamos iniciando um caminho de retorno à Amsterdam, passando por uma cidade muito simpática, chamada Uithoorn...

Leia Mais... / Read More...

Cicloturismo: Delft – Gouda

kb_eu16bike_0890aTrajeto do 4º dia: Delft – Zoetermeer – GoudaTotal do dia: 41.56 km – (gpx)
Hospedagem: hotel

  • Nos perdemos na saída de Zoetermeer, não tinha ou não vimos uma das indições num cruzamento de estradas. Queria muito ir no banheiro, não tinha nada. Cheguei a bater numa casa e perguntar se tinha algum banheiro perto, me falaram para ir na estação de trem. Ao chegar lá, não tinha nada, nem atendente, nem banheiro. Como era tudo super povoado e sem um campinho, só casas lindas com pátios perfeitos, não tinha onde fazer xixi… Foi estressante, coisas simples da vida, podem ser estressante. O alívio foi quando chegamos num povoado que sim tinha um bar com banheiro. Antes já tinha parado numa padaria e disseram que o banheiro era só para funcionários…
  • Levei um susto num dos cruzamentos da estrada, quase fui atropelada numa sinaleira. Parei numa forma que no tinha ângulo para ver o verde e vermelho...
Leia Mais... / Read More...

Cicloturismo: Leiden – Delft

See full screen

Trajeto do 3º dia: Leiden – Total do dia: 38.19 km – (gpx)
Hospedagem: quarto privado em casa de Hélène D. (Vrienden op de Fiets)
Link do mapa da viagem: http://u.osmfr.org/m/93840/

  • Nosso terceiro dia de pedalada começou sendo guidados por Ap (anfitrião em Leiden) para sair da cidade. Ele, gentilmente, nos levou até o primeiro ponto da rota
  • Como amo o mar, segui o conselho de nossos anfitriões e pedalamos pelas dunas até o Mar do Norte para de lá segui a Haia.
  • Em Delft, ficamos hospedados bem no centro histórico. Aproveitei o mercado na praça central para comer meu primeiro arenque da viagem. Como sempre, adorei. Meu pai não quis nem provar.
  • Uma das particularidades de Delft são os edifícios tortos, caindo para um lado. O mais impressionante é uma das grandes igrejas centrais, está visivelmente caída pro lado. Fizemos um tour de barco e o guia nos explicou que esta igreja já começou a cair na fase da construção...
Leia Mais... / Read More...

Cicloturismo: Haarlem – Leiden

See full screen

Trajeto do 2º dia: Total do dia: 40.33 km – (gpx)
Hospedagem: quarto privado em casa de Berna Zwinkels (Vrienden op de Fiets)
Link do mapa da viagem: http://u.osmfr.org/m/93840/

kb_eu16bike_0302Nosso segundo dia:

  • Como sempre, não saímos cedo. Saímos umas 10 horas e logo começou a chuva, fiquei preocupada com meu pai pois a jaqueta dele não parecia ser das mais confiáveis.
  • Perto do meio dia, paramos para comprar meias secas e tomar um café.
  • Passamos por diversos campos de flores, mas chegamos duas semanas tarde, todas já haviam sido colhidas. No meio do verde, dava para ver uma ou outra perdida.
  • Eu queria conhecer o Parque Keukenhof, mas meu pai já estava cansado da chuva e preferiu seguir adiante, não ir ao parque. Não sabíamos se haveriam flores lá, só indo para saber.
  • Um pouco antes de chegar em Leiden, paramos num banco do caminho para comer castanhas e ver os ciclistas passarem...
Leia Mais... / Read More...

Cicloturismo: Amsterdã – Haarlem

Screen Shot 2016-07-10 at 09.59.20Trajeto do 1º dia:  Amsterdã – Total do dia: 25 km – (gpx)
Hospedagem: hostel em quarto privado

Nosso primeiro dia de pedalada começou perto do aeroporto de Amsterdã e o destino final seria Haarlem. Abaixo coloco uns pontos importantes do dia e o depoimento de meu pai:

  • Em Amsterdã, escolhi um hotel perto do aeroporto por ser fácil de chegar com a bolsa de bike já que tinha transfer e, também, seria bem mais fácil para meu pai sair pedalando direto na estrada e não ter o tráfego de bicicletas da cidade. Esta era sua primeira viagem pedalando, melhor começar numa via tranquila.
  • Nos primeiros dois dias, passeamos um pouco pela cidade, alugamos uma bicicleta para meu pai e montamos a minha. Eu desmontei quase toda ela para ter o menor risco de danificar no voo.
  • Minha bicicleta estava com problemas, o quadro apertou no voo e não entrava a roda. Chamei um mecânico que achei na internet, ao invés de arrumar, estragou mais...
Leia Mais... / Read More...

Berlim, street art e pedalada

grafiteBerNesta semana, Carol Marques veio visitar Berlim. Prometi dedicar o domingo pra mostrar algo da cidade a ela, o transporte seria de bicicleta. Comecei pelo meu parque predileto, o Tempelhofer Feld. O dia estava frio, tinha chovido a noite, mas encaramos. Afinal, somos brasileiras fortes.

Como minha amiga já tinha feito turismo pela cidade por 3 dias, perguntei o que ela gostaria de conhecer em Berlim. A resposta foi: “os grafites, vi que tem um tour pra ver grafites pela cidade”. Então, busquei por um mapa com algum percurso para facilitar a escolha de onde ir. Achei o Map of Public Art Tour, um guia de percurso de street art em Kreuzberg e Friedrichshain. Baixei no celular print screen do mapa e voilà, estávamos com nossa programação do dia feita. Abaixo está o relato de Carol, minha guest no tour de bike.

Screen Shot 2014-10-27 at 1.07.01 AM10 graus, último dia em Berlin. A ideia era fazer um tour de bike pela cidade explorando os grafites...

Leia Mais... / Read More...