Categoria / Category Lugares viajados

Luang Prabang – cachoeira, budismo e o rio Mekong

Um dos pontos altos da região de Luang Prabang são as cachoeiras. Escolhemos visitar a Kuang Si que fica a uns 40km da cidade. Pegamos um ônibus que saia do centro histórico às 11h, assim não precisaríamos levantar cedo naquele dia. Afinal, o jet leg de 10 horas demora uns dias para passar.

A cachoeira era enorme. Primeiro, caminhamos pelas trilhas e pontes para apreciar diversos pontos de queda d’água. Depois, nos arriscamos a tomar um banho rápido nas águas geladas. A cor da água era leitosa branca azulada, linda. Acho que foi a cachoeira mais bonita que já vi em termos de cores. Nunca tinha visto uma cachoeira azul clarinha assim. Pra finalizar nossa visita, almoçamos no restaurante do parque, ao lado da cachoeira. A comida era um delícia. Pedimos pad thai e frango ao curry vermelho com leite de coco. Resumindo, Kuang Si vale a pena, não dá para deixar de visitar.

Um evento turístico e religioso importante da cidade é o Tak Bat, ritual matutino de dar comida aos mon...

Leia Mais... / Read More...

Luang Prabang – templos e night market

Nossa primeira parada nessa viagem pela Ásia foi Luang Prabang (Lao: ຫລວງພະບາງ), em Laos. Ano passado, a viagem de férias foi escolhida por Marcelo, este ano era minha vez. E claro que escolhi lugares na minha região preferida do mundo – sudeste asiático.

Luang Prabang é uma cidade budista no norte de Laos situada num vale entre dois rios, o Mekong e Nam Khan. Atividades interessantes é o que não falta por aqui, diversos templos budistas e cachoeiras para conhecer.

Um dos pontos de interesse da cidade é o night market (mercado noturno) com diversas opções de comida e uma feirinha enorme de souvenir. Eles fecham a rua principal do centro histórico umas 18h para montar a feira. Todas as noites na cidade, nosso jantar foi ali. As opções eram inúmeras, barraquinhas de lanche, churrasquinho de todos os tipos, noodles e sopas dos mais variados possíveis. Vale a pena.

Durante o dia, passamos parte do tempo na cidade conhecendo templos budistas...

Leia Mais... / Read More...

Carrick-A-Rede e Giant’s Causeway

Folheando o livro pic Drives of the World: The Planets Most Thrilling Road Trips, vendo o que tinha de dicas de road trips pela Irlanda e Escócia, nos deparamos com esse lugar de paisagens deslumbrantes e aparentemente selvagem. Como era inverno, com nevascas e nenhum de nós tem experiência em dirigir na neve, optamos por pegar um tour que fizesse o percurso parecido com o sugerido no livro.

Acordamos cedo, o dia estava nublado e frio em Belfast. Fomos ao ponto marcado para esperar o ônibus que vinha de Dublin com mais turistas. Houve um pequeno atraso devido a um acidente na estrada, mas, logo embarcamos no ônibus e depois de uma hora aproximadamente chegamos ao nosso primeiro destino, Carrick-A-Rede e Larrybane, uma praia árida com muitas falésias e uma atração inusitada: Rope Brigde, uma ponte de cordas que liga um pequeno morro dentro do mar até as falésias na praia. A travessia é bem emocionante, alguns não tem coragem de fazê-la. A ponte balança um pouco por causa do vento...

Leia Mais... / Read More...

Castelo de Stirling, Loch Lomond & Whisky

Para conhecer um pouco da Highland optamos por fazer o 1 day tour da Rabbie’s partindo de Glasgow. Após 50 minutos chegamos ao destino. O castelo ficava no alto de um morro, imponente, grandes muralhas e bem conservado. De suas torres e muros podíamos ver as montanhas das Highlands e o vale por onde passavam as rodovias de saída de Glasgow. Tinha muitos recintos, pátios, uma capela e atores encenando o dia-dia da vida na corte. Porém, o castelo carecia de requinte, luxo e sofisticação que existe em outros castelos pela Europa. Apesar disso, minha impressão foi a melhor possível, afinal de contas estava conhecendo meu primeiro castelo de verdade.

Leia Mais... / Read More...

Férias na Europa – Irlanda[s] e Escócia

Não sou muito adepta a viagem de férias pela Europa. Tive a sorte de morar duas vezes no continente e, também, viajo muito a trabalho por lá. Férias para mim, devem ser num lugar exótico, quente e se tive mar, melhor ainda. Mas nem sempre as viagens são para mim, em 2016, fiz férias para meu pai e fizemos Holanda de bicicleta. Agora era vez de Marcelo escolher o lugar das férias, ele escolheu Irlanda, Irlanda do Norte e Escócia. E como tínhamos férias em fevereiro/março, seria no frio e na neve. Bom, não era meu ideal, mas por amor, tudo vale. Começamos a viagem em Barcelona e terminamos em Berlim pois foram as duas cidades da Europa onde vivi e queria mostrar a Marcelo um pouco da vida por lá. Barcelona foi, também, para comprar roupa de frio já que morando em Salvador, Marcelo não tinha nada.

  •  Dublin

Dublin seria nossa primeira parada de férias, mas ficamos somente um dia na cidade...

Leia Mais... / Read More...

Trilha de 3 dias no Vale do Pati

Já tinha visitado a Chapada Diamantina umas 7 vezes mas nunca fiz a trilha do Vale do Pati, desta vez, resolvi encarar. Iria com uma amiga que não pode fazer a trilha por motivos de trabalho, portanto, parti sozinha com o guia. Nosso plano era entrar pelo Guiné, ir no Morro do Castelo no segundo dia e terceiro dia sair pelo Vale do Capão.

Eu estava um pouco apreensiva pois, ultimamente, meu joelho direito andava doendo, mas nada muito forte. Então, conversei com o guia André (Chapada Soul) para irmos num ritmo lento. Como eu era a única pessoa do grupo, o ritmo seria o meu mesmo. Perfeito.

Subimos uma trilha um pouco íngreme até uma planície onde caminhamos em direção ao mirante. No caminho, cruzamos um pequeno rio que estava meio seco, não nos motivou tomar um banho. Depois, chegamos no famoso Mirante do Vale do Pati, lugar incrível, rodeado de vales e montanhas...

Leia Mais... / Read More...

Chapada Diamantina – Mucugê e Poço Azul

Nosso guia/motorista passou cedo para nos pegar para o tour Roteiro V da Cirtur. Fomos de carro até nossa primeira parada, o Projeto Sempre-Viva e Cachoeira do Tiburtino. Antes de visitarmos o museu do projeto descemos pela trilha em direção a cachoeira. O caminho era estreito, pedregoso e cercado da flora característica da região, principalmente cactos e orquídeas. No caminho paramos para conhecer um casa típica de garimpeiros da chapada, as ferramentas e materiais usados no garimpo de diamante. Depois de uns trinta minutos de trilha fomos recompensados com uma grande cachoeira a nossa frente. O rio descia pelo terreno rochoso acompanhando a declividade em alta velocidade formando no final várias cachoeiras. A água estava fria por causa da época do ano e tinha uma coloração escuro avermelhada mas era bastante relaxante. Ficamos mergulhando e massageando nossas costas aproveitando a força das cachoeiras…

Em seguida do banho de cachoeira, subimos de volta pela trilha para c...

Leia Mais... / Read More...

Canoa Havaiana – de Salvador a Itacaré

Karamuru Hoe Race from Karla Brunet on Vimeo.

O clube de canoa havaiana – Canoa Bahia – que faço parte decidiu fazer uma expedição piloto para uma race de canoa de 3 dias, saindo de Salvador até Itacaré. Não sou uma pessoa com perfil competitivo nem tenho a dedicação de quem participa de competições, mas como era somente nós do clube, uma versão piloto, resolvi encarar o desafio. Fiz um treino especial na academia para ter mais resistência e poder aguentar os 3 dias de remo forte.

A experiência foi incrível. Estava com medo do revezamento pois tinha ficado machucada (com roxos enormes) no treinamento. Entretanto, deu tudo certo, não fiquei mal. A paisagem era linda. Cruzar a Baia de Todos os Santos, chegar em Morro de São Paulo, sair cedo de Morro para Barra Grande, o mar aberto, as ondas, o azul…  Lindo.

No último dia, saímos com mar agitado de Barra Grande, eu estava no barco de apoio e quando comecei a passar mal foi que me dei conta que tinha esquecido de tomar o...

Leia Mais... / Read More...

Carnaval 2018: bike e remo

Depois de ter curtido alguns dias de pré-carnaval em Salvador – Palhaços no Rio Vermelho, De Hoje a 8 com os amigos do Canoa Bahia e Gravata Doida no Santo Antônio – resolvemos fugir da cidade na sexta e voltar na terça. Lugar escolhido: Imbassaí. É perto, não teria muito trânsito e é um escape para a natureza. Alugamos um chalé longe do centrinho da praia e com uma piscina linda rodeada de verde e pássaros.

O primeiro dia foi relax, só lendo na praia. Eu, terminei de ler “Cem Dias Entre Ceu e Mar” de Amyr Klink e Marcelo, leu “Os Robôs Vão Roubar Seu Trabalho, Mas Tudo Bem” de Federico Pistono. Já no segundo dia resolvemos mexer o corpo e pedalamos até a Praia do Forte pelo asfalto. Acordamos tarde, portanto, saímos no pior horário, 10.3oh da manhã. Foram 29km ida e volta. A estrada estava muito movimentada, carros dos dois lados sem parar um minuto. Um alívio chegar na Praia do Forte, tomar um segundo café da manhã e voltar...

Leia Mais... / Read More...

Expedição Rio Amazonas 360º

Coloco aqui um vídeo 360º que fiz na Expedição Rio Amazonas.
A expedição, organizada pela Canoa Paidégua,  foi realizada em canoa havaiana de Santarém até Belém, em julho de 2017.

RioAmazonas360 from Karla Brunet on Vimeo.

Leia Mais... / Read More...