Refeno 2016: ancorados em Noronha


Chegamos em Noronha muito tarde da noite. Parte da tripulação desembarcou no meio da noite mesmo, pois iriam dormir em pousadas nos dias em Noronha. Eu fiquei no barco, queria provar a experiência da vida a bordo. Foram somente dois dias mas deu para entender um pouco como é a vida num veleiro. De manhã já foi tentar tirar a âncora que estava mal posicionada e trocar de lugar o barco, estávamos numa área de circulação. Depois, foi organizar o barco e só no final da tarde que pisamos em terra para jantar e passear pela vila. Adorei a pequenas viagens no bote contornando os barcos a vela que vieram para Noronha pela Refeno. A pequena baia estava lotada de lindos barcos a vela.

O dia seguinte foi mergulho de manhã no naufrágio do porto e, também, mergulho para limpar o casco do barco. Pela tarde, um pedal na ilha, rever um pouco o lugar que estive em 1998 e 2002. Como tinha passado mal no barco, ficado alguns dias sem comer nada, me sentia fraca, ia lentamente nas subidas… Nas paradas, as paisagens incríveis compensavam. Pela noite, fomos receber nosso prêmio de participação da Refeno. O grupo seguiria velejando de volta a Natal, eu retornei de avião pois tinha trabalho me esperando em Salvador.

Apoio:

Leave a reply