Noronsquí, Crasquí e Rabusquí

Meu primeiro passeio para as ilhas da região foi a Crasquí, já tinha estado na ilha anteriormente em uma parada do mergulho. O que mais me impressionou no local foi um “mar de conchas de caracóis”. Sim, em uma parte da praia não tem areia, somente conchas enormes de caracóis, é lindo e impressionante ao mesmo tempo. Já vale o passeio somente para ver este lugar surreal.

A caminho de Crasquí, paramos em Noronsquí para aproveitar um pouco a praia, lá fiquei um tempo observando as lagartixas, eram muito feias, tinham uns patas estranhas. Em Crasquí foi snorkel e deitar na areia, dormir, ler…

O melhor do passeio, no meu ponto de vista, foi a parada em Rabusqui na volta a Gran Roque.  Era um mar de estrelas do mar, nunca tinha visto nada igual. Areia branca fininha, água transparente e dezenas de estrelas do mar espalhadas pelo chão, era como ver um céu desenhado embaixo d’água. Mesmo sendo final da tarde, a luz já não tão forte, era impactante, fiquei imaginando aquele lugar com a luz do meio dia, o mar todo brilhando com aquelas estrelas.

O único ponto negativo foi ver os turistas (no meu barco, a maioria italianos) que por preguiça não quiseram pular na água e ficavam pedindo para o barqueiro mergulhar e trazer estrelas para eles fotografarem, era irritante ver isto. Uma pena que algumas pessoas não tenham respeito pela natureza.

Veja mais sobre Los Roques em:

Apoio de:

One comment to Noronsquí, Crasquí e Rabusquí

  • Gran Roque, Los Roques  says:

    [...] Assim, pouco a pouco fui conhecendo grande parte das ilhas de Los Roques (Francisquí, Madrisquí, Noronsquí, Crasquí, Rabusquí,  Dos Mosquices e Cayo de Agua). Cada dia visitava uma ou duas ou três ilhas. Passava os dias na [...]

Leave a reply