Categoria / Category América do Sul 2001

Viagem pelo Peru 2001

5812812943_37bbebf110_o

Veja os posts da viagem pelo Peru


Visualizar Viagens Errante / Errante’s Travels em um mapa maior

Leia Mais... / Read More...

Viagem pela Bolívia 2001

Bolivia

Veja os posts da viagem pela Bolívia


View Viagens Errante / Errante’s Travels in a larger map

Leia Mais... / Read More...

Viagem pelo Equador

Veja os posts da viagem pelo Equador


View Viagens Errante / Errante’s Travels in a larger map

Leia Mais... / Read More...

Viagem pelo Chile 2001

Argentina

Veja os posts da viagem pelo Chile


Visualizar

Leia Mais... / Read More...

Viagem pela Argentina

Veja os posts da viagem pela Argentina


Visualizar Viagens Errante / Errante’s Travels em um mapa maior

Leia Mais... / Read More...

Volta ao Brasil – Fronteira Argentina Brasil


Cheguei em Pozadas às 10h da manhã. Fui ver minha mochila e não estava no ônibus, nem a de um amigo alemão que também veio de Salta. Nos disseram que a bagagem tinha seguido, por engano, até Glorinda, fronteira com Assunção (Paraguai). Tínhamos trocado de ônibus às 5h da manhã, nos disseram para não nos preocuparmos com as mochilas que eles mesmos trocariam. Entretanto, esqueceram de nos dizer que sempre esquecem algumas.

Fomos reclamar no escritório da agência Nueva Estrella e disseram que isto sempre acontece e que teríamos que esperar até à 1 da madrugada, quando a bagagem chegaria. Era um dia chuvoso e muito frio, não havia o que fazer na cidade, teríamos que esperar na rodoviária até a noite.

Meus pais, que moram perto da fronteira com a Argentina, tinham ido a Pozadas para me encontrar. Chegando lá, souberam da notícia que teriam que esperar 16 horas comigo. A empresa de ônibus não se responsabilizou por nada, só disse que trariam as mochilas extraviadas...

Leia Mais... / Read More...

Quebrada de Humahuaca

Resolvi fazer o tour à Quebrada de Humahuaca. Saímos cedo, o dia estava frio e com muita neblina. Depois de quase duas horas de viagem, visitamos a cidade de Pucamamarca: ruas com casas estilo colonial e feira de artesanato. O melhor do lugar é a vista dos morros coloridos ao redor da cidade. De lá, seguimos para Tilcara onde visitamos as ruínas, Pucara, e o ¨Museo Arqueológico¨. Pucara foi toda reconstruída a partir das escavações feitas no local. Em meio aos muros de pedras cresce um grande número de cactos.

Nossa próxima parada foi Humahuaca. A cidade possui um grande monumento em homenagem ao herói indígena da independência, Diego, também, algumas lojas de artesanatos e restaurantes. Pode-se perceber nas pessoas grandes traços indígenas e, por estar perto da fronteira com a Bolívia, influência de sua cultura.

Na volta, paramos em Uquia para visitar uma pequena igreja com pinturas e objetos em ouro...

Leia Mais... / Read More...

Salta

Cheguei em Salta já tarde da noite. Saí para comer alguma coisa e quando voltei ao albergue fiquei sabendo que havia tertúlia musical no terraço. Subi um pouco para escutar a música. Bem diferente da música produzida no sul da Argentina, pois tem grande influência indígena, se parece um pouco mais com as músicas bolivianas e peruanas. Muito boa.

A cidade me fez lembrar um pouco o sul do Brasil, o tipo de estrutura, tipo de vegetação, estilo de vida. Fui voltando para casa aos poucos. Já não estava mais em um mundo diferente, exótico.

Aqui as pessoas reclamam muito da situação do país. O problema econômico da Argentina é facilmente visível nas ruas, sem nem ao menos falar com as pessoas. É só ver o grande número de restaurantes e lojas vazias. As greves e manifestações também são freqüentes, em quatro dias que estive em Salta, passei por duas manifestações na região de Jujuy. O preço de tudo na Argentina é muito caro comparado com qualquer outro país da América do Sul...

Leia Mais... / Read More...

Fronteira Chile – Argentina

De San Pedro Atacama, a viagem até a fronteira com Argentina duraria 12 horas. A estrada do lado Chileno era boa e asfaltada. A paisagem desértica e com lagoas que também impressionavam. Ao entrar no lado argentino, a estrada piorou, era de terra. Logo em seguida paramos na aduana argentina. Ao ver de longe a bandeira argentina me emocionei, senti que estava chegando em casa, que estava próxima da minha cultura.

Mais uma vez entrei na fila para carimbar o passaporte. Havia vários europeus, o policial não perguntava nada, só carimbava. Na minha frente tinha uma chilena e, quando chegou a vez dela, o policial fez várias perguntas: intenção de viagem, onde ficaria hospedada na argentina, se tinha parentes no país. Na minha vez, também fez algumas perguntas, onde iria, quanto tempo, se já estava voltando para o Brasil ou se iria viajar pela Argentina. Depois seguiu carimbando o passaporte dos europeus sem fazem uma pergunta. Mais uma vez, o preconceito…

Leia Mais... / Read More...

Tour “Lagunas Altiplanicas”

Saímos cedo da manhã de San Pedro para visitar o Salar de Atacama. Chegamos com o amanhecer, vimos os flamingos na beira da lagoa Chaxa. Dali, partimos para Socaire, um povoado perto do Salar. Tomamos o café da manhã, conhecemos a pequena igreja local.

Começamos a subir a montanha em direção às lagoas. Nosso carro era o mais lento, íamos a uns 10km por hora. Todos os outros grupos de tour passaram pela gente. Depois de alguns quilômetros, o carro parou e não andava mais. Descemos e fomos a pé. Estávamos numa altura de mais de 3000m, então, caminhamos mais de uma hora para chegar nos lagos Miñiques. Depois, seguimos mais um pouco até a lagoa Miscanti. Quando estávamos quase chegando o carro apareceu. Não tivemos muito tempo para caminhar até a lagoa, pois teríamos que voltar com o último carro. Assim, alguém nos ajudaria, caso ficássemos parados.

Logo na primeira subida, o carro apagou novamente e não reiniciou...

Leia Mais... / Read More...